Consórcio para compra da vacina, tem adesão de 1.703 municípios

Até o fim da manhã de ontem (5), data limite para os interessados em adquirir a vacina contra o Covid-19, fizessem a adesão ao Consórcio, 1.703 municípios de todo o país, incluindo 24 capitais, já haviam se inscritos. Segundo a FNP (Frente Nacional de Prefeitos), ‘essa conta abrange mais de 125 milhões de brasileiros‘.

Batizado de CONECTAR, o Consórcio Nacional de Vacinas das Cidades Brasileiras, dará suporte aos municípios, caso o PNI (Programa Nacional de Imunização) não consiga atender a demanda de vacinação da população, garante a FNP, gestora do projeto.

Rio Branco (AC), Fortaleza e Juazeiro do Norte (CE), Goiânia (GO), Belo Horizonte e Uberlândia (MG), João Pessoa e Campina Grande (PA), Recife (PE), Teresina (PI), Curitiba e Maringá (PR), Rio de Janeiro e Niterói (RJ), Salvador e Cruz das Almas (BA), São Paulo e Campinas (SP) Florianópolis e Joinville (SC), são alguns dos municípios que aderiram ao consórcio.

Essa listagem com os municípios interessados vai compor, nesse momento, o projeto de lei que será encaminhado às câmaras legislativas“, diz a nota publicada ontem no Portal da Frente Nacional de Prefeitos. A ideia é criar um Projeto de Lei, único, (já existe uma minuta disponível) o qual deverá ser encaminhado pelos municípios para suas respectivas Câmaras de Vereadores para apreciação e votação. Após a aprovação, deverá ser enviado, até o próximo dia 19, para o Consórcio que terá sua assembleia de instalação no dia 22.

Como combinado com prefeitos e prefeitas, vamos disponibilizar o projeto de lei que será único para todas as prefeituras. É um projeto bem simples, autorizativo e que referenda a decisão dos prefeitos e das prefeitas da participação do consórcio. Tudo isso em termos legais, de leis federais já existentes, que dá o direito a esse consórcio de adquirir não só as vacinas, mas insumos pertinentes ao combate à COVID-19”, explica Jonas Donizette, presidente da FNP.

De acordo com o portal, o líder da FNP garante que o CONECTAR não foi criado para competir com o PNI. “A palavra é colaboração, e não enfrentamento. Ouvimos, inclusive, que o governo federal poderia requisitar as vacinas adquiridas por meio do consórcio. Isso não é problema nenhum, é esse o espírito. A quantidade que vamos comprar é a que estiver disponível. Se acontecer de o governo requisitar as doses, para nós está de bom tamanho, porque elas vão chegar à população e é isso o que queremos”.

.

Municípios baianos

.

O prefeito de Cruz das Almas, Ednaldo Ribeiro, que recentemente foi a Brasília, publicou em se Instagram, ter conversado com representantes da Sputnik V

Além de Cruz das Almas e Salvador, outros 61 municípios baianos também aderiram ao consórcio. Confira a relação abaixo, por ordem alfabética.

Alagoinhas
Amargosa
Barra
Barreiras
Barrocas
Belo Campo
Cachoeira
Cairu
Camamu
Campo Alegre de Lourdes
Candeias
Cocos
Conceição da Feira
Conceição do Coité
Coração de Maria
Coribe
Corretina
Cristópolis
Entre Rios
Eunápolis
Feira de Santana
Governador Mangabeira
Guanambi
Itabuna
Itagimirim
Itarantim
Irecê
Ituberá
Jacobina
Juazeiro
Lapão
Lauro de Freitas
Luis Eduardo Magalhães
Mata de São João
Milagres
Morro do Chapéu
Mulungu
Mutuípe
Nilo Peçanha
Pé de Serra
Piatã
Ponto Novo
Porto Seguro
Presidente Dutra
Riacho de Santana
Santa Bárbara
Santa Maria da Vitória
Santana
Santo Antônio de Jesus
São Francisco do Conde
São Gabriel
São Sebastião do Passé
Simões Filho
Sítio do Mato
Taperoá
Tapiramutá
Teixeira de Freitas
Ubaíra
Vera Cruz
Vitória da Conquista

*Créditos da Imagens:

**Imagem do Topo: Reprodução/TV Globo

*** Imagem Presidente: Reprodução @FNPrefeitos

****Imagem Cruz das Almas: @prefeituracruzdasalmas

Deixe Seu Comentário (digite abaixo)

%d blogueiros gostam disto: