Cruz das Almas: servidora é acusada de desviar vacina. Ela se defende

A Prefeitura de Cruz das Almas, no Recôncavo baiano, abriu sindicância nesta quarta-feira (27), para apurar ‘suposta prática de infração’, contra a servidora da área de saúde, Vera Lúcia dos Santos Boaventura Assis. Segundo a entidade, “se trata do desvio de vacina contra a covid-19, sendo aplicada uma dose da vacina, em uma pessoa desconhecida e que não faz parte da fase atual do Plano Municipal de Vacinação“.

A notícia ganhou repercussão na cidade, após ser divulgada nos órgãos oficiais do município, nas redes sociais e nos principais veículos de comunicação local.

A nota oficial, revela que após tomar conhecimento do ocorrido, o prefeito Ednaldo Ribeiro, solicitou cerelidade nas apurações. De imediato, foi criada uma comissão para conduzir o processo administrativo e afirma que o município ingressará com representação civil e criminal junto ao Ministério Público, queixa na delegacia, além do afastamento da funcionária, até a conclusão das investigações.

(Portaria publicada no Diário Oficial do Município)

O município de Cruz das Almas não vai admitir irregularidades em relação a vacina. Intensificamos a fiscalização, e essa denúncia é resultado disso. Nossa tarefa agora é apurar, o que já está sendo feito. Vamos lutar para que todos tenham acesso à vacina, mas é preciso respeitar a fila de prioridades. De forma geral relembro que esse não é o momento de darmos jeitinho para furar fila, é momento de humanidade, respeito e união por um bem comum“, reforçou o prefeito.

.

O outro lado

.

Por sua vez, a acusada Vera Lúcia Assis (conhecida como Vera da Vacina), diz está sendo vítima de perseguição política. Em um post em suas redes sociais, ela tranquiliza os amigos, familiares e se defende, dizendo ser inocente.

Descreve a própria trajetória e dá sua versão sobre o episódio . “Tenho 28 anos de serviço público, com vida dedicada e honrada, com honestidade e amor pelo que faço. Postei as fotos aplicando as vacinas (clique aqui e confira), com satisfação e agora sendo acusada de praticar ilegalidade. Apliquei a vacina de acordo com as pessoas indicadas pelo superior“.

Em outro trecho, ela ressalta “[…quem plantou essa mentira conta a minha pessoa, prestará contas à Deus e à justiça…]”. Já a prefeitura, diz repudiar atos ilegais.

*Crédito das Imagens

** Foto Topo e Imagem:@prefeituracruzdasalmas/

***Foto Centro:@veraassis_

One thought on “Cruz das Almas: servidora é acusada de desviar vacina. Ela se defende

  • 07/02/2021 em 09:50
    Permalink

    Very good, I took it for a few days to evaluate it, it’s true, my friends didn’t find it, not bad

    Resposta

Deixe Seu Comentário (digite abaixo)

%d blogueiros gostam disto: