Nossas escolhas… nosso destino

A maioria do ser humano tem por hábito, idolatrar ou não, o ‘status quo’ de uma pessoa de sucesso, apenas quando a ver no topo. Nem sempre se dar ao ‘trabalho’ de conhecer sua história de vida e a trajetória percorrida até chegar lá. Alguns, preferem menosprezar essa conquista, sugerindo ter sido mera ‘sorte’, ou ‘ajuda’ de alguém.

Eu acredito que o sucesso ou insucesso, é uma questão de persistência e escolha. É cada um acreditar ou não em seu potencial. Nossas escolhas podem nos levar à glória ou ao infortúnio… seja na carreira profissional, nos projetos pessoais, nas relações amorosas, amizades, etc.

Independentemente da etnia, do gênero, ou da classe social, nem sempre é fácil atingir o auge na carreira. Desde as gerações anteriores até os dias atuais, aqueles que conseguiram escrever seus nomes na história, seja por serem diferenciados, ou por suas personalidades, também sofreram com conflitos e dramas, tão comuns à todos nós.

Porém, ao invés de lamentações, enfrentaram essas adversidades, superaram barreiras, desânimos, preconceitos e outras dificuldades, em nome de seus objetivos.

O mundo contemporâneo está aí, cheio de bons exemplos à serem seguidos. É certo que é necessário também, estarmos preparados. Uma boa formação acadêmica e bons cursos extracurriculares, são excelentes aliados!

Na era fenomenal da tecnologia, que tal tirar alguns minutos do seu dia, para acompanhar mídias de credibilidade… como o www.blogdojc.com.br por exemplo, para desfrutar de boas dicas, possiveis de serem úteis à sua vida? Ou você prefere servir de audiência às Fake News nas redes sociais? -Também é um direito seu. Tudo, é uma questão de escolha

Com essa meta traçada, estamos preparando para os nossos seguidores, uma sequência de conteúdo inspirador. Baseado em fatos reais. Fruto de pesquisas cuidadosamente comprovadas, que serão postadas na categoria ATITUDE. A ideia é mostrar que, mesmo nem sempre sendo fácil, os que persistem podem chegar lá.

Nesse primeiro enredo, nossa inspiração é uma personalidade contemporânea, que até pouco tempo atrás, quase nada se sabia sobre ela. Somente a partir da metade para o fim da primeira década dos anos 2000, o mundo passou a conhecer melhor, seus conflitos e ambições… Barack Obama.

A Vida

Filho de pai negro Barack Hussein Obama, advogado de descendência queniana e mãe branca Stanley Ann Dunham Soetoro, antropóloga de origem inglesa, Obama conheceu o preconceito racial, ainda embrião. Visto que seus pais só puderam casar na cidade de Wailuku (Havaí), em fevereiro de 1961, por terem cores de pele diferentes. Ele nasceu 4 de agosto do mesmo ano.

Com pouco tempo de vida, foi obrigado a conviver com a separação dos pais. O senhor Obama retornou ao Quênia onde formou nova família. Dois anos depois, a senhora Ann Dunham conheceu um indonésio, com quem casou-se e mais tarde mudou-se para o país dele, levando o pequeno Barack. Sua mãe desenvolvia trabalhos para grupos ruralista em sua terra natal, enquanto seu pai descende de uma região predominantemente agrícola.

Na infância, Obama estudou em escola pública, na Indonésia onde residia com a mãe. Depois retornou ao Havaí, para morar com os avós materno e estudar em escola privada, da 5ª série ao  secundário. Nesse intervalo de tempo, voltou a morar com a mãe quando ela regressou aos EUA, com a filha do novo casamento, para fazer sua pós-graduação em antropologia. Porém, quando a sra Ann Dunham resolveu voltar para o Continente Asiático, ele preferiu continuar com os avós, na América. Basicamente, o pequeno Obama foi criando pela mãe e por seus avós materno. Praticamente, sem referências da família do seu pai.

Possivelmente por esse conflito de identidade, Barack Obama chegou a experimentar algumas desilusões, como todo jovem aventureiro e sonhador da vida real.

Porém, entre ser um coadjuvante das aventuras com sua galera e ser um homem de sucesso, ele escolheu a segunda opção.

Trajetória

Em 1979, mudou-se para Los Angeles, onde ingressou no Occidental College. Em 1981, fez o que foi considerado seu primeiro discurso público em defesa da Àfrica do Sul. Nesse mesmo ano, após retornar de visita à sua mãe na Indonésia, ingressou na Universidade de Columbia, em Nova York onde formou-se em Ciências Políticas em 1983. Já diplomado, iniciou sua carreira profissional numa empresa de negócios internacionais e em seguida numa organização sem fins lucrativos.

Em 1985, foi um dos líderes em uma manifestação contra a situação precária do Metrô de Nova York. Logo depois, mudou-se para Chicago para trabalhar como diretor de projetos comunitários da igreja católica. Na metade de 1988, foi à Europa. Depois ao Quênia, onde conheceu alguns parentes paternos. Foi também nesse ano, que ele entrou na Harvard Law School para cursar direito e já em seu primeiro ano, foi escolhido primeiro descendente negro editor da revista Harvard Law Review. No ano seguinte, chegou a trabalhar em escritório de advocacia e em 1991, por sua importante atuação à frente da revista, ganhou recursos para escrever um livro sobre os negros, lançou Dreams From My Father (1995). Também a partir de 91, lecionou Direitos Constitucional na Universidade de Chicago.

Em de junho de 1989, Obama conheceu Michele Robinson quando trabalhava no escritório de advocacia Sidley Austin, em Chicago. Formada em direito por Harvard, ela foi considerada a mentora dele na empresa. Começaram a namorar e se casaram em outubro de 1992. O casal tem duas filhas,  Malia Ann e Natasha.

1993, foi reconhecido pela revista Crain’s Chicago Business, como um líder promissor antes dos 40 anos de idade. Nesse mesmo ano associou-se a um escritório de advocacia, especializado em Litígios de Direitos Civis, onde por 8 anos, possuiu o título do Counsel. Entre 1994 e 2002, atuou nos conselhos de administração da Woods Fund of Chicago e na Fundação Joyce.  Além do conselho de administrativo do Chicago Annenberg Challenge de 1995 a 2002, como fundador e de 1995 a 1999, como presidente do conselho de administração.

Em 1996, Obama foi eleito para o Senado de Illinois, representado o 13º Distrito da parte Sul de Chicago, sendo reeleito em 1998 e 2002, respectivamente. Em 2000, perdeu a eleição primária democrata para o 1.º distrito congressional de Illinois da Câmara dos Representantes. 2003 foi escolhido presidente do Comitê de Saúde e Serviços Humanos, onde liderou a legislação bipartidária, monitorando a discriminação racial. Em 2004 foi eleito para o Senado dos Estados Unidos e renunciou o mandato de Illinois. Ao ser empossado em janeiro de 2005, tornando-se o único senador membro do Congressional Black Caucus.

Essa vitória ao Senado EUA, fez o nome de Obama ganhar projeção dentro do Partido Democrata. Surgindo a partir daí, as primeiras especulações sobre sua candidatura à presidência do País.  Estrategicamente, houve uma reedição do livro Dreams From My Father e posteriormente seu primeiro discurso na Convenção do Democrata, acompanhado por mais de 9 milhões de americanos, elevaram ainda mais a possibilidade de sua nomeação.

Em dezembro de 2006, o então senador Barack Obama patrocinou a primeira Lei que aumentou a ajuda dos EUA à República do Congo, sendo sancionada pelo presidente Bush. 10 de fevereiro de 2007, ele lança oficialmente sua candidatura à presidência dos EUA.

19 de junho de 2008, Obama figurou como o primeiro candidato presidencial americano, a recusar o financiamento público de campanha.

Em 4 de novembro de 2008, Barack Obama foi eleito presidente da principal potência mundial, Estados Unidos da América, com 365 votos do colegiado e 69,4 milhões de votos (52,9%) da população. Seu opositor, John McCain recebeu respectivamente,173 e 45,7%. Com isso, Obama foi o presidente mais votado da história americana e o segundo do mundo. Além disso, consagrou-se como o mais jovem e o primeiro afro-americano eleito presidente do seu País.

20 de janeiro de 2009, toma posse o primeiro presidente negro dos EUA. Nesse mesmo ano, ganha o Prêmio Nobel da Paz.

Em 6 de novembro de 2012, Obama foi reeleito presidente dos EUA, com 332 votos do colegiado e pouco mais de 61 milhões de votos (51,1) do povo. Foi o último mandato do 44º presidente americano, até o momento.

Pesquisa e Fotos: Wikepedia

Deixe Seu Comentário (digite abaixo)

%d blogueiros gostam disto: