Senador Kajuru diz que Bolsonaro teme a CPI da pandemia e grava conversa com o presidente

O senador pelo estado de Goiás, Jorje Kajuru (Cidadania), disse nesta sexta-feira (9), que o “Palácio [do Planalto] está tremendo. E não só tremendo, está temendo. E o medo faz esse tipo de comportamento explosivo, especialmente por parte do presidente…”. A frase diz respeito à criação da CPI (Comissão Parlamentar de Inquérito), que está sendo solicitada para investigar a falta de ação do governo federal, no combate à pandemia.

Porém, o congressista contemporizou, afirmando não acreditar que a CPI afetará diretamente o chefe do executivo. Ele enfatizou, no entanto, que a preocupação do presidente Jair Bolsonaro, é com as revelações sobre membros da sua equipe.

O que o presidente está preocupado, é com gente dele, do governo, que a CPI vai descobrir muito, e deixar o presidente assustado. Aconteceram irresponsabilidades, erros primários, durante esse ano todo da pandemia“. As declarações do senador goiano, foram dadas em entrevista ao Papo Antagonista.

Em outro trecho da entrevista, o parlamentar ressaltou os deboches e ironias, com os quais o presidente e os filhos dele, veem tratando o caos do Covid-19. O senador Kajuru reconhece que, também, por esses motivos, o ministro do STF (Supremo Tribunal Federal), Luiz Roberto Barroso, teve embasamento suficiente para decidir pela CPI.

Atendendo ao seu pedido e do seu colega, Alessandro Vieira (Cidadania-SE), o ministro Barroso, ordenou nesta quinta-feira (8), o presidente do Senado, Rodrigo Pacheco, a instalar a Comissão Parlamentar de Inquérito. Essa decisão, deixou o chefe do executivo, revoltado.

.

Intervenção de Bolsonaro

.

De acordo com o senador Jorge Kajuru, essa Comissão já deveria ter sido instaurada, semanas atrás, quando o presidente do STF, Luiz Fux, tentou convencer Rodrigo Pacheco a aceitar o requerimento com 32 assinaturas. Porém, segundo o político goiano, o presidente do Senado não optou pela CPI à época, por imposição do presidente Bolsonaro, que investiu R$626 milhões para elegê-lo chefe daquela Casa Parlamentar.

Demonstrando preocupação, em conversa (sem máscara), com seus apoiadores, o presidente Jair Bolsonaro, fez duras críticas à decisão do ministro Roberto Barroso, por determinar a instalação da CPI contra seu governo, e disse, também haver no Senado, pedidos de impeachment contra membros do STF. Ele chegou a questionar se Barroso teria ‘coragem moral’ para mandar instalar uma CPI contra seus pares. Veja o vídeo

Para conferir a entrevista na íntegra, clique neste link

.

Senador grava e divulga conversa com Bolsonaro

.

Ontem (11), em suas redes sociais, o senador Jorge Kajuru, divulgou parte de uma gravação, feita por ele, sobre o que afirma ser uma longa conversa telefônica que teve sábado à noite, com o presidente da República, Jair Bolsonaro. O parlamentar pede respeito à sua história e diz não negociar com o chefe do executivo, em troca de favores.

No diálogo, o presidente inicia dizendo que a CPI é completamente direcionada para investigá-lo, o que logo é negado pelo senador, afirmando que governadores serão convocados. Ambos concordam em ampliar a investigação também para prefeitos e ministros do STF.

Jair Bolsonaro sugere que se não acontecer a mudança no conteúdo da CPI, haverá um ‘relatório sacana’, apenas para atingir seu pessoal. Alegando ser justo, o senador chega a jurar pela própria mãe e pede crédito por sua ação, como membro da Comissão.

Confira o trecho da conversa…

*Créditos das Imagens:

Imagem do Topo: @senadorkajuru

Imagem Central: Reprodução Divulgação

Deixe Seu Comentário (digite abaixo)

%d blogueiros gostam disto: